Férias de Inverno: Pattaya, Tailândia

Esse é o terceiro e último post sobre a segunda parada da nossa viagem de inverno. Deixei para falar do nosso segundo dia em Bangkok por último por que foi um dos melhores dias da viagem e com certeza tem muita coisa pra contar e mostrar pra vocês. Como não queríamos ir para Hong Kong e voltar para o frio sem dar uma passadinha nas lindíssimas praias tailandesas, fechamos um passeio no próprio hotel para conhecer a mais próxima da gente. Saímos de onde estávamos hospedados às sete horas da manhã (sim rs) quando uma van de turismo passou para nos buscar. O nome da empresa é EBC Tour e peço desculpas, mas realmente não lembro preço do tour. Na empolgação acabei nem tomando nota, mas com certeza não saiu caro se levarmos em conta a programação sugerida. O veículo passou por outros hotéis antes de pegar a estrada e depois de três horas chegamos ao escritório da empresa na cidade de Pattaya. No final, o grupo possuía aproximadamente vinte pessoas e eles nos deram meia hora para quem quisesse se trocar antes de começarmos.

IMG_1946

Pattaya Beach

Pegamos o barco na própria Pattaya Beach a caminho da Coral Island e bateu um pânico ao ver tanto barco junto correndo pra lá e pra cá haha. Antes de irmos à ilha fizemos duas paradas. A primeira era para quem quisesse praticar o Parasailing (500 baht ≈ R$ 49, 59) e a segunda era para mergulhar (1200 baht ≈ R$ 119,03) com um capacete que parecia de astronauta #fato. Eu preferi voar assim como o meu pai e minha mãe e minha irmã encararam ficar seis metros abaixo do nível do mar. Não consegui tirar foto dessa mini aventura, mas para quem não conhece as duas atividades é só clicar nos links: Parasailing e Mergulho. Ambas foram pagas a parte e eles disseram que não havia risco para os mais idosos e não chegaram a dizer a idade mínima também. O que posso dizer é que realmente pareceu ser algo bem seguro, já que a equipe contava com mais de dez pessoas só na pista de “pouso/decolagem” para te prender/soltar do paraquedas.

IMG_2412

Plataforma Parasailing

A parte engraçada foi que o guia turístico, antes de embarcarmos, perguntou a cada um dos integrantes do grupo de onde éramos, mas acho que deixamos passar uma pessoa. O por quê? No próprio barco a caminho da plataforma do Parasailing, minha mãe estava falando com a gente normalmente e percebeu que um homem do lado oposto do barco parecia assentir ao acompanhar a nossa conversa. Até que a minha mãe perguntou para o meu pai: “Esse cara tá entendendo o que eu to falando?”. O paulista deu uma risada e disse “Entendo!”. Claro que caímos na gargalhada né? Apesar de estarmos em um lugar turístico, ainda é estranho ouvir alguém falando a nossa língua depois de tanto tempo convivendo com o chinês e o inglês no nosso dia-a-dia hahaha.

IMG_1965

Ta-Wean Beach

O nome da praia que ficamos na ilha é Ta-Wean Beach e quando falamos nas praias tailandesas é quase automático pensar em praias desérticas e paradisíacas. Ok, paradisíaca realmente era, mas desértica… Nem tanto haha. O problema é que já não havia muita areia e o pouco espaço que tinha era ocupada com muitas cadeiras. Uma coisa que já havíamos observado nas próprias lojas de Beijing era o estilos das roupas de banho chinesas que são bem (muito) diferentes das nossas.

IMG_1990IMG_1991IMG_1985

O passeio também incluía um armário para quem quisesse deixar os seus pertences para aproveitar a praia sem nenhum tipo de preocupação. Você pode encontrar várias lojinhas e até consegue chorar um pouco os preços, mas não consegue muito desconto mesmo que os produtos não estejam caros.  Comprei uma canga por 180 baht (≈ R$ 17,85) e uma saia por 250 baht (≈ R$24,79). Quando convertemos vemos que realmente é barato e correr o risco de se estressar em uma discussão na tentativa de baixar mais o preço não vale a pena. O almoço, que obviamente foi a minha parte favorita do passeio, estava muito gostoso, mas é claro que o lugar que comemos não estava muito limpo. Havia muito chinês à nossa volta e como eu já comentei anteriormente, a consequência disso é: mesa e chão sujos.

IMG_1992

Ta-Wean Beach

O guia havia nos informado que deveríamos encontra-lo no barco às 15:00 para darmos continuidade ao passeio. Ninguém se atrasou na hora de se reunir para ir embora, o que foi ótimo. Passamos novamente no escritório da empresa para quem quisesse por uma roupa seca ou comprar as fotos do mergulho/parasailing. Antes de retornarmos a Bangkok, paramos no Gems Gallery, um museu de pedras preciosas onde fizemos um percurso interno (parecia os carrinhos da Disney haha) para conhecer um pouco do processo desde a extração das pedras preciosas até a utilização final em joias, por exemplo. Quando saímos do carrinho entramos em uma sala com vários ourives trabalhando e em seguida passamos por uma joalheria. Infelizmente as joias não saíram como brinde do passeio hahaha. Chegamos no hotel às nove da noite exaustos, mas muito satisfeitos com o nosso dia.

IMG_2207 2

O Trânsito Tailandês

E essa foi a nossa ida à Tailândia! Próxima parada? Hong Kong e a virada do ano novo chinês. Yí huìr jiàn! <3a

Anúncios

2 comentários sobre “Férias de Inverno: Pattaya, Tailândia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s