Férias de Inverno: Bangkok, capital da Tailândia

IMG_2229 2

Depois de cinco dias em Cingapura, nossa próxima parada foi a Tailândia, mas especificamente a capital: Bangkok. Ficamos hospedados no Prince Palace Hotel e ele é enorme: sushi bar, sauna, duas piscinas, salas de conferência, salão de beleza, SPA, academia e afins. Como chegamos à noite, juntou o cansaço, a preguiça e não deu outra: recorremos a nossa salvadora 7-Eleven¹.

IMG_9990

Prince Palace Hotel

No nosso primeiro dia na cidade, resolvemos arriscar e turistar por conta própria. Até chegamos a ir à recepção do hotel para termos ideia dos preços dos passeios, mas a maioria exigia que saíssemos um pouco mais cedo (já eram umas dez ou onze da manhã). No verso do cartão havia as direções para chegar ao hotel em tailandês, o que facilitava na hora de pegar um taxi ou o famoso Tuk Tuk. É muito difícil achar taxistas que queiram usar o taxímetro e os mesmos acabam querendo cobrar mais caro que o valor real. Além de termos nos deparado mais uma vez com a mão inglesa (a mão é invertida), o que chamou a nossa atenção dessa vez foi a cor dos táxis: ROSA. E não é um rosa mais ou menos, é ROSA mesmo! Hahahaha

IMG_0320 - Cópia

Táxi da Penélope Charmosa, ops, da Thailândia

Qual a melhor opção? Recorrer ao Tuk Tuk! Como a minha família é formada por quatro pessoas grandes, usar esse transporte ficou meio apertado, mas arriscamos e chegamos a andar mais de três vezes hehe. A emoção do Tuk Tuk não ta nem na segurança zero do veículo que é todo aberto ou da velocidade do motorista, mas sim no trânsito! Não cheguei a falar do trânsito na China, mas já adianto: em Bangkok é pior! É bicicleta, moto, Tuk Tuk, ônibus, carro… Tudo junto e misturado sem nenhum tipo de organização. Não tem outra forma de descrever: é uma bagunça! Mas como eu disse, rola uma emoção que pode deixar a viagem até divertida. Uma coisa que nos preocupamos em observar foram os motoristas para ter certeza que não estavam bebendo, por que alguns ficam com as latas de cerveja na mão descaradamente como se não houvesse problema algum. Por termos a consciência de que bebida + volante não dá certo, ainda mais na confusão tailandesa, não arriscávamos e procurávamos por outro.

IMG_2159

Tuk Tuk – Imperdível

Um templo absurdo é o do Buda deitado! O ticket custou 100 baht por pessoa (≈ R$ 9,80) e ainda ganhamos uma garrafa de água! Pode parecer pouca coisa né? Mas naquele calor de 35ºC era tudo o que queríamos hahaha. Não pode entrar de short ou com os ombros à mostra, então eles entregam na entrada um roupão verde (florescente, pois é rs) sem nenhum custo com a devolução na saída. Alguns avisos diziam para termos cuidado com os nossos pertences e mesmo que fosse permitido tirar foto, era algo bem difícil pela quantidade de gente e pela busca pela posição perfeita para conseguirmos enquadrar o Buda inteiro.

IMG_0414

Temple of the Reclining Buddha (Wat Pho)

IMG_2119

Os pés do Buda

IMG_2090

Temple of the Reclining Buddha (Wat Pho)

Do outro lado da rua, onde há um ponto para pegar os barcos, encontramos uma feirinha de artesanato. Compramos três bolsas de pano daquelas transpassadas com desenhos tribais com elefantes por apenas 250 baht (≈ R$24,66). No inicio da feira, a moça nos cobrou bem mais caro e as bolsas não eram como queríamos então o lance é procurar mais para o final ao lado esquerdo. Cheguei a procurar o nome da lojinha pra indicar pra vocês, mas não tinha nome :(. Uma das coisas que se pode perceber em Bangkok é o contraste entre a pobreza e a riqueza, mas não pela presença de prédios luxuosos e favelas como vemos em São Conrado no Rio de Janeiro, por exemplo. É um contraste diferente, pois se trata de uma cidade pobre e é evidente o quanto as casas e prédios são mau cuidados. Em meio a essa pobreza, vimos templos enormes e com muito ouro.

IMG_0015

Vista do Golden Mount

IMG_1892

Vista do Golden Mount

IMG_1895

Vista do Golden Mount

Um dos melhores lugares para ter uma visão bem ampla da cidade é a Golden Mount. Não lembro quanto pagamos na entrada, mas com certeza saiu bem barato. Conforme subimos as escadas para chegar ao monte, passávamos por várias imagens de ouro e uma série de sinos enfileirados. Na base da montanha, os turistas podiam fazer doações para os monges e colocar incensos/flores aos pés dos deuses como forma de oferenda. Essas oferendas não possuem um valor fixo, o pagamento é feito em forma de doação e o valor fica a seu critério.

IMG_0008

Golden Mount

IMG_0018

Golden Mount

IMG_0012

Golden Mount

IMG_1897

Golden Mount

IMG_0310

Golden Mount

Yí huìr jiàn! ❤

¹7-Eleven é uma rede internacional de lojas de conveniência.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s